• Helia W.Rodriguez

O que fazer com os nossos medos?


Conheço pessoas que tem medo de viajar de avião, outras, medo de morrer, de ser rejeitada, de perder o emprego, de não ir para o céu, de ser traído, de ficar só, de ser abandonado, de não se casar. Medo de ser castigado por Deus, e etc. Há diferentes tipos e níveis de medos em nossas vidas. Alguns, conseguimos superar, outros, suprimir e outros, conseguem nos oprimir.

O medo pode começar através de um pequeno evento e tomar dimensões quase irracionais. Um dia fui visitar uma jovem senhora totalmente histérica, aos gritos e choro desenfreado. Quando pus-me a escutá-la , percebi que a sua alma estava aterrorizada pela solidão e por muitos temores.

O medo sendo real ou imaginário afeta o âmago do nosso ser, atingindo a nossa estabilidade espiritual e psíquica. Ele nos encolhe, nos intimida, nos diminui e enfraquece nos reduzindo à uma cadeia formada por elos de frustração e desesperança.Mas não pára aí, o medo também é contagiante.Conviver com uma pessoa medrosa é colocar a nossa fé em risco.

Algumas vezes, os nossos medos se originam em nossos pecados.Quando Adão e Eva pecaram desobedencendo à Deus, imediatamente eles se esconderam porque tiveram medo.O pecado introduziu o medo na terra, e toda vez que pecamos, ele destrói a nossa confiança, ou fé, que é a base de nosso relacionamento com Deus, nos trazendo diversos tipos de temores.

A nossa cura começa por admitirmos .Não necessitamos negar os nossos medos porque somos cristãos. O Rei Davi nos deixou o exemplo: devemos abrir o nosso coração e dizer à Deus como nos sentimos, porque Deus nos conhece e entende os nossos medos, temores e fobias (SL 34:4).

Em 1 João 4:18 e 19 o apóstolo nos ensina : “No amor não há medo; pelo contrário o perfeito amor expulsa o medo, porque o medo supõe castigo. Aquele que tem medo não está aperfeiçoado no amor. Nós amamos porque ele nos amou primeiro”.

Esse amor de Deus acalma e liberta a nossa alma. Aquece as áreas onde estremecemos de terror e desespero. Não importa o que somos ou fazemos, nós jamais seremos rejeitados por Deus.Assim, quando nos humilhamos, nos arrependendo de nossos pecados, Deus não apenas perdoa, mas cura e nos enche com o seu amor. Creio que o padrão mais alto de coragem que podemos atingir é quando nos ajoelhamos diante dEle em devoção, sabendo que nada nos acusa, e recebemos a convicção de que Ele está conosco.

Ele nos refaz e fortalece, nos redirecionando para novos caminhos e pessoas . O amor de Deus nos faz sentir inteiros, completos e satisfeitos, e ele nos ensina a dar e receber amor às pessoas .

Mas como receber esse amor se temos medo, inclusive de ser amados? Ou se a culpa e a consciência de pecados tem nos aterrorizado e tudo que fazemos é nos ocupar para não nos encontrarmos com Deus? No mundo dos relacionamentos, primeiro as pessoas nos conhecem e se elas gostam do que conhecem de nós, então elas nos amam. Deus, pelo contrário, nos ama primeiro, muito antes de iniciarmos um relacionamento com Ele.

Pode ser difícil aceitarmos esse amor se fomos rejeitados pelos pais ou por outras pessoas. E como vamos receber tudo isso sem que paguemos quando algumas pessoas chegam a cobrar a generosidade que fazem conosco? Mas, esse amor é diferente, é real, é sobrenatural e não o recebemos em nosso intelecto ou em nossas emoções , mas Deus, através do seu espírito o derrama sobre o nosso espírito. Assim, esse amor, não é como o amor humano, pois esse é um amor espiritual.(Romanos 5:5b).

Somente essa presença do amor sobrenatural, amor de Deus, pode exterminar os nossos medos, e preencher todo nosso ser , trazendo a satisfação que desesperadamente buscamos. Outros medos e temores virão, mas tudo bem, porque Ele está conosco.

Oro para que nesse café com Deus de hoje, Ele possa aquecer o nosso coração com a sua doce presença, expulsando todo medo e trazendo sabor à nossa vida com Ele e com os nossos irmãos.Obrigada.Hélia

22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo