• Helia W. Rodriguez

Há tempo para todas as coisas


O clichê "no final dá tudo certo" pode estar nos lábios de todos nós, mas sabemos que a realidade não é exatamente assim.Quando conquistamos algo descobrimos que a nossa satisfação naquilo se desvanece e aquilo perde o valor para nós.Construímos relacionamentos com pessoas e em certo momento elas se vão de nossas vidas, se mudam, algo quebra o relacionamento ou a pessoa morre.

Nós constantemente estamos à busca de algo que nos satisfaça.Somente para descobrirmos que aquilo não nos satisfaz.Por mais que a nossa vida seja cheia de alegria, nós descobrimos que todas as coisas se acabam, em algum momento.Temos experimentado que a felicidade algumas vezes se transforma numa grande tristeza e um dia que começa cheio de esperança pode terminar em desespero.

A decepção e a frustração, mais cedo ou mais tarde, bate à nossa porta.Moisés, José, Davi e tantos outros, sofreram profundas decepções. O rei Salomão, baseando-se na história de seus antepassados e em sua própria história, nos deixou alguns conselhos no livro de Eclesiates.Livro que ele escreveu em sua velhice.

Eclesiastes 3: 1-12 "Para tudo há uma ocasião certa;há um tempo certo para cada propósito debaixo do céu: Tempo de nascer e tempo de morrer,tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou, tempo de matar e tempo de curar,tempo de derrubar e tempo de construir, tempo de chorar e tempo de rir,tempo de prantear e tempo de dançar, tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntá-las,tempo de abraçar e tempo de se conter, tempo de procurar e tempo de desistir,tempo de guardar e tempo de jogar fora, tempo de rasgar e tempo de costurar,tempo de calar e tempo de falar, tempo de amar e tempo de odiar,tempo de lutar e tempo de viver em paz. O que ganha o trabalhador com todo o seu esforço?Tenho visto o fardo que Deus impôs aos homens.Ele fez tudo apropriado ao seu tempo. Também pôs no coração do homem o anseio pela eternidade; mesmo assim ele não consegue compreender inteiramente o que Deus fez. "Ele fez tudo apropriado ao seu tempo. Também pôs no coração do homem o anseio pela eternidade; mesmo assim ele não consegue compreender inteiramente o que Deus fez.Descobri que não há nada melhor para o homem do que ser feliz e praticar o bem enquanto vive'.

o Rei inicia explicando como o mundo funciona, mas sem ser prescritivo. Ele não está sugerindo que devemos procurar tempo para matar, para sorrir, para chorar.Muitas das coisas que ele descreve está fora do nosso controle, por exemplo, o nascimento e a morte.Ele descreve que Deus estabeleceu a vida de um modo que há estações para todas as coisas.

Ele diz que há tempo de espalhar pedras e ajuntá-las. Naquele momento da história, os inimigos jogavam pedras para dificultar o cultivo das lavouras. O restante do verso explica que há tempo de abraçar e de estar distante, de ter inimigos. Os versos um à oito descrevem quase todas as estações de nossas vidas.

No verso nove o autor se mostra frustado com a forma como gastamos a nossa existência.Ele diz que trabalhamos uma vida inteira e o nosso lucro é bem limitado, E a razão disto, é porque Deus colocou a eternidade em nossos corações. Salomão mostra que a insatisfação que sentimos é decorrente dessa consciência de eternidade que carregamos dentro de nós. Portanto, o Rei se sente frustrado por não entender o que Deus está fazendo além desta dimensão.

O Rei, portanto, nos adverte a encontrar alegria nesse cenário. Ecles.3: 12-13 "Sendo assim, compreendi que não pode haver felicidade para o homem a não ser a de alegrar-se e fazer o bem durante toda a sua vida.E, descobri também que a própria condição de comer, beber e desfrutar das recompensas pelo seu trabalho é um presente de Deus".

Salomão nos aconselha a encontrarmos alegria nesta vida. Ele sugere que devemos nos regozijar e fazer o bem enquanto vivemos.Contudo, comer, beber e se alegrar nao é o suficiente para nossa satisfação, pois isso é apenas uma pequena porção que podemos ter nessa condição.Nesse mundo caído pelo pecado não se pode obter paz, então é sábio que façamos o bem o máximo que pudermos e nos regozijemos nesse bem.

Todos nós estamos mais focados com o nosso próximo passo do que com o nosso presente. Na escola elementar estávamos visualizando o segundo grau ,faculdade, trabalho, casamento, filhos, casa e etc. As pessoas estão sempre nos perguntando qual será o nosso próximo passo.É importante tomarmos cuidado para que a nossa vida não seja consumida pelo próximo passo nunca celebrando e regozijando com o que temos e onde estamos.

Salomão nos adverte que o próximo passo não trará nenhuma satisfação real. Assim, devemos nos alegrar e sermos felizes com a nossa situação atual.

Em Eclesiastes 5: 1-7 O Rei nos urge a observarmos a nossa atitude diante de Deus. Ele deixou claro que devemos temer a Deus e reverenciá-lo. Precisamos guardar os nossos pés quando nos aproximarmos da sua casa e que nossas palavras sejam poucas diante Dele porque há uma grande diferença entre nós e Ele.Ele está nos céus e nós estamos na Terra.Ele também nos alertou a que tenhamos cuidado com os votos que fazemos, com o que prometemos à Deus.Dirigir muitas palavras à Deus pode nos levar à futilidade e adoração imprópria.

Deus colocou a eternidade dentro de nós, não para nos frustrar, mas para nos trazer esperança.E a esperança foi a vinda do Senhor Jesus Cristo nos trazendo salvação e abrindo o caminho para vivermos essa eternidade que tanto incomodava Salomão.Somos mais privilegiados do que ele, o homem mais sábio e mais rico de toda a história, pois temos o rei dos reis, Jesus Cristo, nosso tesouro, que nos tras a plena satisfação.E quando seguimos os conselhos de Salomão nós trazemos glórias à Cristo e alegria às nossas vidas.

Obrigada por fazer parte do Café com Deus blog.Comente e compartilhe.Um abraço.Helia

251 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo