• Helia W.Rodriguez

O lado selvagem da falta de auto-controle


"Mais vale controlar o seu espírito do que conquistar uma cidade"(Provérbios 16:32).

Alguma vez você já ficou frustrado (a) com você mesmo (a) por ter dito algo que não deveria e depois se arrependeu? Já se pegou tendo um comportamento que você desconhecia? Nascemos de novo, mas a nossa velha natureza vive 'a procura de uma oportunidade para se manifestar.

Possuir auto-controle ou controlar a si mesmo é uma virtude desejada pela maioria das pessoas, já que, algumas vezes, nós somos o nosso pior inimigo.Muitos de nós já fomos machucados por não exercermos o auto-controle, ou domínio próprio, ou por termos sido afetados pelo comportamento de alguém que não exerceu o auto-controle.

Famílias são destruídas pelo uso descontrolado de alcool ou drogas de uma mãe ou pai que não consegue se auto-controlar.Filhos são torturados por palavras mortais e até espancados por pais que não conseguem exercer o auto-controle sobre a sua própria raiva e língua.Cônjuges se agridem de muitas formas, relacionamentos são destruídos, palavras que nunca deveriam ter sido ditas são jogadas ao ar, quando se perde o auto-controle ou domínio próprio.

Gastamos boa parte de nossa vida tentado ter controle sobre nós mesmos.Alguns sofrem por não conseguirem controlar o seu apetite para perderem peso. Outros não conseguem controlar os pensamentos maléficos. Outros vivem em constante luta contra a lascívia, sensualidade e desejo sexual. Outros, falam o que não gostaria como amaldiçoar e dizer palavrões. Há também aqueles que não conseguem ter controle sobre o seu humor, algumas vezes sentindo uma tristeza interminável.Outros não conseguem parar de mentir e falar mal dos outros.A lista continua, mas você consegue se identificar com pelo menos uma dessas atitudes?

O Dr.Michael Youssef abordou muito bem o tema:"Quando falhamos em exercer o auto-controle, os animais selvagem da inveja, raiva, frustração, fofoca, e mal testemunho, dentre outras coisas, podem entrar em nossa vida facilmente e sem nenhuma oposição".Essa afirmação nos leva a assimilar o fato de que a falta de auto-controle é perigosa tanto para nós mesmos como para as pessoas ao nosso derredor e ambiente onde convivemos.

Ter auto-controle é na verdade ter controle sobre o nosso pecado. A nossa carne produz desejos pecaminosos e precisamos mantê-la sobre domínio.Portanto, como o sábio Salomão afirmou, é mais fácil conquistar ou dominar uma cidade inteira do que controlar à nós mesmos.Nos tempos antigos era crucial que as cidades tivessem muros para que os inimigos e animais selvagens não entrassem.O mesmo precisamos fazer em nossas vidas, erguer os nossos muros, para que o inimigo não nos ataque produzindo em nós esses frutos que o Dr.Youssef denominou de "animais selvagens".Você já observou o comportamento de uma pessoa perdendo o auto-controle? É assustador, pode causar até medo.

Talvez até aqui você tenha tentado controlar à si mesmo com as suas próprias forças.E por isso você tem sido derrotado (a).Esse nosso eu que parece ser indomável não pode ser vencido com a nossa própria força, mas na força de Deus.Não precisamos continuar sendo vítima de nós mesmos e de nossos inimigos, pois quando estivermos na guerra tentando ter auto-controle podemos clamar ao nosso Deus e Ele virá depressa nos socorrer.

Se temos pecado por não possuirmos auto-controle, é provável que nos sintamos como uma cidade sem muros, vulnerável, sabendo que os nossos inimigos podem entrar em cena à qualquer hora roubando a nossa honra e vergonha.Contudo se começarmos a reconhecer, nos arrepender e buscarmos o perdão de Deus, Ele irá nos restaurar e levantará essa muralha de proteção ao nosso derredor.

Assim,quando começamos a caminhar em sua presença, dependendo dele diariamente, nos alimentando de sua palavra e de sua presença, nos enchendo do seu espírito, então, ele produzirá em nós o fruto que se chama temperança, ou domínio próprio.Gosto da tradução em inglês, que diz: auto-controle.Gálatas 5: 22 e 23 "Entretanto, o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, paciência, benignidade, bondade, fidelidade,mansidão e domínio próprio".

Esse capítulo 5 de Gálatas começa dizendo que "para a liberdade foi que Cristo nos chamou".E que grande liberdade encontraremos quando conseguirmos controlar à nós mesmos.não é verdade? Nesse capítulo, Paulo descreve os frutos da carne e nele concluímos que conseguir ter domínio próprio é simplemente conseguir dominar o nosso pecado.Mas aprendemos que a forma de guerrear contra esse "animal selvagem" dentro de nós,não pode ser com a nossa própria força, pois sempre que tentarmos, sairemos derrotados, com raiva de nós mesmos e cheios de culpa.Mas, devemos nos encher do Espírito Santo, e vencer na força e capacidade dele, através da graça de Deus.Tito 2: 11 e 12 " Porquanto, a graça de Deus se manifestou salvadora para todas as pessoas. Ela nos orienta a renunciar à impiedade e às paixões mundanas e a viver de maneira sensata, justa e piedosa nesta presente era".

Quando esses animais selvagens tentarem se manifestar em nossa personalidade, nos fazendo irreconhecíveis à nós mesmos, precisamos dizer não, em fé, crendo que o poder sobrenatural de Deus entrará em ação.Talvez sentiremos uma certa agonia em termos que abrir mão de nossa própria força e nos deixar sermos controlados pelo espírito de Deus.Essa agonia, é a agonia de nos humilharmos, porque, para que Deus opere, precisamos nos humilhar.Se desejamos realmente ser transformados, precisamos nos humilhar perante Ele.

E assim poderemos ter a paz que tanto desejamos, pois quando nos enchemos do espírito, naturalmente ele produzirá esse fruto do domínio próprio em nós.Mantenhamos em mente que é Ele quem tem o poder, e não nós.Talvez cairemos muitas vezes na caminhada em direção ao auto-controle, mas se cada vez que cairmos, nos humilharmos nos arrependendo diante de Deus, clamando pelo seu perdão e graça, chegará um momento que o caráter de cristo será formado em nós.Contudo, um posicionamento e desejo de ser transformado sera determinante.

Não é uma conquista fácil, mas é possível.Essa mudança requer fé e humildade de admitir que o nosso auto controle não é fruto de nossa própria força , mas é fruto do Espírito Santo pela graça de Deus.

Compartilhe e deixe o seu comentário.É sempre uma alegria saborear um café com Deus e com você.Um abraço.Helia

58 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo